Saúde na quarentena – Somente Áudio

Clínica TotalBalance
Saúde na quarentena - Somente Áudio
/

Dr. Sergio Klepacz da Clínica TotalBalance fala a respeito na nossa saúde durante o período da quarentena.

Siga também o programa no Instagram:

https://www.instagram.com/clinicatotalbalance

Transcrição

Essa quarentena, provavelmente, é o maior desafio já enfrentado por nós, e para algumas pessoas tem sido particularmente mais desafiador. A demanda ao aparelho psíquico tem sido brutal em alguns casos. Quanto mais o tempo vai passando, a tendência é de haver uma piora.

É muito importante nós entendermos esse processo e é muito importante nos prevenirmos, para que isso não seja uma marca que vai demorar um tempo, depois, para passar. A própria quarentena apresenta alguns elementos, que, por si só, já causam estresse, por exemplo, o isolamento social, que é necessário nesse momento, mas não deixa de ser uma espécie de punição.

Quando você quer punir uma pessoa, você a coloca na prisão, você a isola socialmente. Algumas pessoas podem optar pelas pessoas que estão com conosco. É um desafio maior para as pessoas que moram sozinhas, essas pessoas têm que ter mais cuidado em relação ao estresse provocado por esse isolamento social.

A incapacidade de prever fatos e planejar o futuro também é um elemento que, por si só, já leva ao aumento do estresse. E outro fato que tem perturbado muito, particularmente algumas pessoas, é a incapacidade de compensar as frustrações. Nós não percebemos, mas durante o dia vamos fazendo isso, nós estamos um pouco estressados, ou aconteceu alguma coisa, saímos, ligamos para alguém, vamos passear, vamos andar de bicicleta, etc, etc. Isso é uma coisa que agora nós não estamos podendo fazer, então, isso, para algumas pessoas, tem sido desafiador.

Então, cada um tem o seu ponto aí, que é muito importante que a pessoa sabe identificar, para tentar trabalhar da melhor forma possível. É muito importante se manter em boas condições psíquicas, inclusive para a própria saúde ficar melhor, a própria saúde física. Nós sabemos que tem um crosstalk aí entre saúde mental e saúde física. Então, é importante que não façamos grandes mudanças nos nossos hábitos, dentro do possível nós devemos manter os hábitos.

Por exemplo, eu já andei falando em outro filme que eu coloquei, temos que manter pelo menos o horário normal que nós estávamos habituados a dormir, a acordar em um horário que nós estávamos habituados a acordar, nem que for para colocar um despertador. Porque esse negócio de começar a atravessar a noite, ver filme e ficar na Netflix até a madrugada, isso com certeza vai piorar a parte psíquica.

Outra coisa que eu tenho notado, que algumas pessoas estão consumindo muito álcool. Isso é um processo muito perigoso. Porque o álcool, no começo, ele relaxa, e depois de um tempo nós vamos adquirindo tolerância ao efeito do álcool, e logo mais ele começa a aumentar o nível de ansiedade, começa a dar o efeito contrário, ele não funciona mais como um calmante. Então, toma muito cuidado com essa questão do álcool. É muito fácil, nesse momento, começarmos a beber mais porque estamos acostumados, então, muito cuidado.

E evitar também mudança de hábitos alimentares. Nós temos que manter o hábito que mantínhamos antes. Pelo contrário: podemos aproveitar e melhorar os hábitos, comer mais cedo. Isso é uma coisa muito importante. Muitas pessoas, durante o dia a dia, devido ao trabalho, têm que comer muito tarde, têm dificuldade depois para digerir, aí acaba roncando, têm pesadelo, têm ronco à noite. É o momento agora de nós acertarmos esses hábitos e levarmos isso, depois, para o futuro, para que isso seja um hábito normal.

Descobrir qual é o melhor horário para você jantar, por exemplo. Isso é muito importante em termos de saúde mental. Uma boa noite de sono resolve tudo, isso os nossos avós já nos falavam. Em termos de exercício, temos que manter, dentro do possível, o que cada um fazia, e quem não fazia é o momento de começar a tentar fazer agora.

E quem toma alguma medicação, antidepressivo ou qualquer tipo de coisa, não é o momento de parar, não é o momento de mexer nisso, e é bom sempre consultar o médico que te acompanha, se você estiver fazendo algum tratamento. Importante nós acrescentarmos habilidades nesse momento. Nós temos uma coisa que chama-se tempo, então, temos que aproveitar esse tempo. Aprender um instrumento, língua, música, arte, curso, etc, etc.

Outra coisa que eu tenho visto assim, que devemos evitar, esse estresse do excesso de mídia social. Muitas pessoas ficam o dia inteiro na mídia social. Evitar discussão de política, tal. Isso não leva a uma coisa boa, isso acaba aumentando o nível de estresse.

E principalmente não se sentir culpado ou culpada, sentir-se fraquejar em algum momento. Este é grande desafio, um desafio muito grande mesmo. E nós vamos passar por isso e vamos sair bem disso. E se você fraquejou em algum momento, não sinta-se culpado.

Se tiver que acrescentar alguma coisa na sua vida para melhorar, alguma medicação, alguma coisa, não sinta-se culpado, você, provavelmente, não é o único não, tá bom?

Então, boa noite para vocês.

Publicado por Dr. Sergio Klepacz

Dr. Sergio Klepacz CRM 39099 – Médico psiquiatra pela Santa Casa de São Paulo desde 1980, mestrado em psicofarmacologia pela Unifesp. Diretor da clinica TotalBalance Medicina Integrada.

Deixe uma resposta