Fim da Quarentena – Somente Áudio

Clínica TotalBalance
Fim da Quarentena - Somente Áudio
/

No vídeo de hoje, Dr. Sergio Klepacz da Clínica TotalBalance fala sobre o fim da quarentena.

Siga o programa no Instagram.

Transcrição

Bom dia.

Parece que a quarentena tá chegando ao fim, o que é uma boa notícia, mas não é o momento da gente confiar totalmente em termos de como o nosso sistema emocional pode reagir.

Durante essa percepção da tensão, do perigo, de que coisas estão acontecendo, coisas estranhas, no geral, nosso sistema endócrino libera uma grande quantidade de cortisol, que é o hormônio que prepara a gente para as grandes batalhas, né?

Esse cortisol, ele tem uma conversa com o sistema serotonérgico e toda vez que ele muda o seu sistema de funcionamento ou ele começa liberar demais à noite, liberar demais durante o dia, ou fica muito sensível em termos de situações que possam acontecer, o sistema serotonérgico sofre modificações.

É um sistema complexo que, de certa forma, a princípio, quanto maior o cortisol, a serotonina acompanha, depois a serotonina abaixa, é todo um sistema que estamos começando a tentar entender ainda.

Tá?

Então, uma vez que a gente ficou em tensão por um bom período de tempo, acompanhando aquelas notícias, etc., etc., coisas que a gente já sabe, com muito medo, né?

O cortisol é o hormônio do medo, uma vez que a sensação do perigo vai cair, isso vai ser dado pelas pessoas em volta, pela mídia, pelas boas notícias que começam a surgir, e aí vem uma situação complicada, paradoxalmente complicada.

Uma vez que a gente estava, de certa forma, acostumados com aquela tensão, uma vez caindo, alguns sintomas de aumento de ansiedade ou de sensação até de pânico, podem, em algumas pessoas, começar acontecer.

A gente tem que ficar muito auto-observante em relação a isso.

Por quê?

Porque uma vez que o sistema serotonérgico foi mexido, qual vai ser a consequência disso no estado basal, ainda, pra certas pessoas, pode ser um problema.

Então, a gente fica muito autointrospectivo em relação a esse aumento da ansiedade, aumento até da sensação de medo após o esgotamento, sessão de esgotamento, após esse período de tensão. Isso, de certa forma, até é um pouco normal, mas fica bastante… a orientação seria: se isso começar a mexer de verdade, procure ajude, não espere muito.

De certa forma, é normal que aconteça, mas não é bom que isto aconteça.

Então, procure ajuda.

Se você já faz um tratamento, mantenha esse tratamento, não é o momento de relaxar, e procure sempre seu médico que é a melhor pessoa pra poder avaliar isso, às vezes a gente mesmo acaba se autoenganando, né?

Então, boa sorte pessoal.  

Publicado por Dr. Sergio Klepacz

Dr. Sergio Klepacz CRM 39099 – Médico psiquiatra pela Santa Casa de São Paulo desde 1980, mestrado em psicofarmacologia pela Unifesp. Diretor da clinica TotalBalance Medicina Integrada.

Deixe uma resposta